Imóveis: segmento de luxo está em plena expansão no Brasil, diz especialista

20 julho 2012

O mercado imobiliário é altamente segmentado, com imóveis que atendem desde a baixa renda até aqueles que têm milhões para gastar. E, de acordo com a administradora de bens Primar, o segmento de luxo está em expansão no Brasil, especialmente nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.

O público que procura esse tipo de imóvel valoriza, sobretudo, a localização. “Eles querem imóveis com a melhor localização possível. Não dão tanta importância ao que tem dentro do apartamento na hora de comprar, mesmo porque, o que estiver faltando eles colocam”, analisa o advogado imobiliário Carlos Samuel de Oliveira Freitas.

Preços crescem 200%
O advogado ainda destaca que a alta demanda vem pressionando bastante os preços das unidades habitacionais de luxo. Citando dados do Sindicato da Habitação do Rio de Janeiro (Secovi-Rio) Freitas pontua que só nos últimos cinco anos, o preço dos imóveis de alto padrão aumentaram 200% na capital fluminense.

Como medida de comparação, mostra que as demais categorias imobiliárias registraram crescimento de 150%. “Ipanema e Leblon, considerados os bairros cariocas mais cobiçados, possuem o metro quadrado mais caro do Brasil”, aponta.

Investimento em segurança e infraestrutura
Entre os fatores que ajudaram a aumentar os preços nesse segmento, segundo Freitas, está a escolha do Brasil para ser sede da Copa do Mundo em 2014 e das Olimpíadas em 2016. Os investimentos em segurança pública e infraestrutura, por conta da realização dos eventos, melhoraram muitas regiões e permitiram o aumento dos preços.

“Ações como a implantação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) foram fundamentais para o desenvolvimento do mercado imobiliário no Rio e para a valorização das edificações. A segurança é primordial, especialmente quando o assunto é imóveis de alto padrão. Quem compra um imóvel de luxo quer privacidade e tranquilidade”, observa.

Além disso, conta para o aumento dos preços a escassez de espaço para novos lançamentos e construções nos bairros mais procurados do Rio de Janeiro, como Ipanema, Leblon e algumas áreas de Copacabana. “Essas regiões estão sempre em ebulição. Se uma unidade é posta a venda, não fica no mercado por muito tempo”, diz o especialista.

Inclusive, segundo ressalta Freitas, existe certa dificuldade atualmente para encontrar imóveis de alto padrão. “Até tem oferta, mas estão caros demais”, diz.